Banner

Segunda, 22 de Dezembro de 2014

Banner
Você está em Boa Forma Fitness Dançar também é um esporte

Dançar também é um esporte

Permite uma melhora na auto-estima e quebra de diversos bloqueios

 

A dança de salão não tem idade para ser praticada e vem ganhando cada vez mais espaço entre o público jovem. Sem contra-indicações, é uma atividade física e tanto para quem quer manter a forma e gastar várias calorias de uma vez só, pois 40 minutos de exercício queimam, em média, 600 calorias. Os benefícios da dança de salão, como uma atividade física, são bem conhecidos: . Flexibilidade. . Melhora do condicionamento aeróbio. . Aprimoramento da coordenação motora. . Perda de peso. . Desenvolve a musculatura corporal de forma integrada e natural. . Aperfeiçoa a noção de ritmo e percepção espacial. . Promove a melhora de algumas doenças. . Permite uma melhora na auto-estima e quebra de diversos bloqueios psicológicos, como a timidez, a depressão, entre outros. . Possibilita convívio e aumento do rol de relações sociais.

 

. Torna-se uma excelente opção de lazer. Além de todos esses benefícios, a prática da dança ainda ajuda na prevenção de doenças articulares como artroses e artrites, isso sem contar problemas circulatórios. Como em qualquer atividade física os movimentos ativam a circulação sanguínea, principalmente das pernas, além de proporcionar uma melhora em problemas de postura. Mais do que trabalhar o corpo, a dança de salão vai além. Envolve corpo e mente, fazendo com que ambos atuem de forma terapêutica um sobre o outro. O simples fato de mexer o corpo já é um exercício, ainda que de baixa ou alta intensidade e independente do ritmo, pois é sabido que todo exercício produz endorfina, serotonina e adrenalina, responsáveis pela sensação de bem estar, disposição e felicidade. A dança é uma ótima forma de extravasar energia, descontrair e animar. E não há forma melhor para interagir do que um par, como na dança de salão.

Tanto que o exercício já vem sendo recomendado até por psicólogos e psiquiatras como uma ótima maneira de ‘quebrar’ bloqueios psicológicos como a timidez, falta de auto-estima, depressão, entre outros, dando uma melhor qualidade de vida ao indivíduo. Em geral, a maior procura pela modalidade vem de pessoas que se sentem sozinhas. Esse é um dos grandes trunfos da dança de salão: ela afasta a solidão. Aos poucos, o domínio da dança vai se tornando uma ferramenta de aproximação entre as pessoas, seja nas aulas, seja nos bailes. Mas quem tem problemas sérios de coluna deve tomar certos cuidados, pois na dança de salão não só o aluno permanece muito tempo em postura assimétrica (2), como também nas mulheres, há ainda a exigência do uso do salto alto. Para evitar problemas posteriores, pratique outros exercícios que compensem o esforço na região e deixe seu instrutor a par de seu problema. Agora é só sair dançando! Tá esperando o quê? São 600 calorias!!! Sônia Leffa Jornalista (MTB 11.424)