Banner

Sexta, 25 de Julho de 2014

Banner
Você está em Especiais Gestante e Bebê Algumas orientações para gestantes

Algumas orientações para gestantes

Alimente-se bem! Não coma por dois; isso só a engordará muito, o que não é saudável

 

O QUE É PRÉ NATAL? É o acompanhamento em consultas regulares, que o obstetra realiza para avaliar as condições de saúde das gestantes, através de exames clínicos e laboratoriais, que deverão se iniciar tão logo se confirme a gravidez e que perduram até o parto. Nas consultas serão avaliados, entre outros indicadores, o peso corporal, a pressão arterial, a altura uterina e batimentos do coração do bebê. Este conjunto de exames permite realizar diagnósticos e tratamentos precoces, bem como reforçar recomendações para minimizar riscos, sempre visando proporcionar uma gestação tranqüila e sem maiores complicações. Entre os exames solicitados, atualmente inclui-se o teste Anti-HIV, pois o número de mulheres contaminadas está se elevando, com isso aumentando a possibilidade de contaminação do bebê. AUTOCUIDADOS O seu empenho na realização dos auto cuidados que seguem garantirá uma grande parte do sucesso nessa maravilhosa jornada. O QUE FAZER? • Alimente-se bem! Não coma por dois; isso só a engordará muito, o que não é saudável. Sua alimentação deverá ser equilibrada, coma de tudo, variando ao máximo os alimentos. Evite gorduras, principalmente as de origem animal. Faça várias refeições por dia, mas coma pouco, a cada três horas, fazendo cinco/seis refeições diárias. Prefira alimentos naturais, legumes e verduras com o mínimo de tempero; coma de três a cinco frutas por dia e tome bastante leite e outros alimentos líquidos, de preferência água, evitando refrigerantes. À noite, as refeições deverão ser mais leves e, bem antes da hora de deitar, para evitar o refluxo gástrico, que causa a sensação de queimação (azia). Os enjôos são bastante comuns no inicio da gestação e eles se devem principalmente às intensas modificações hormonais, a que aos poucos, o organismo se adapta. Também para controlar enjôos e azia, procure comer fracionado, isto é, pouca quantidade em várias refeições. Observem quais são suas preferências e, na medida do possível, atenda-as, desde que não sejam absurdas. Converse com seu médico. • Modere suas atividades físicas! Gravidez não é doença, mas se você não for uma super atleta, calma; não exagere, não corra, não faça exercícios abdominais que comprima a barriga.Não faça exercícios aeróbios que forcem as articulações; elas ficam bastante amolecidas durante a gestação favorecendo quedas, entorses, etc. Mas não seja sedentária, procure caminhar pelo menos meia hora por dia, num ritmo agradável. É importante também a realização de exercícios de alongamento que aumentem a flexibilidade e a força de alguns músculos envolvidos no processo gestacional e no parto. • Vista-se de acordo com a temperatura. Procure usar roupas que não apertem, que sejam confortáveis. Os sapatos deverão ter saltos no máximo de 3 a 4 centímetros, que proporcionem estabilidade, pois o risco de queda é maior. As calcinhas deverão ser de algodão e não deverão apertar a barriga; o soutien é indispensável. A higiene é fundamental, tanto corporal, do vestuário, da alimentação e do ambiente, para não dar chances dos micróbios invadirem o organismo. • Não fume! As substâncias tóxicas do cigarro poderão atingir o bebê através da placenta. Não se automedique, só utilize os medicamentos que seu médico indicar. • Procure se distrair! Combata o excesso de estresse, esse grande fantasma da vida moderna. Tenha calma! Relaxe, algumas técnicas são maravilhosas para proporcionar bem-estar. Aprenda-as. • Não tome sol sem proteção! Principalmente entre as 10 horas e as 16 horas. Devido às ações dos hormônios, poderão surgir manchas principalmente no rosto, no peito e na barriga. Use protetor solar de fator igual ou maior do que 15. • Cuide de sua boca! Há maior facilidade para o aparecimento de cáries e gengivites. Portanto, escove muito bem os dentes, use adequadamente o fio dental e consulte regularmente seu dentista, pelo menos no início e no final da gestação. • Prepare sua Mamas! Não use cremes ou óleos no bico e na aréola (parte colorida das mamas), tome sol nos mamilos e pratique exercícios para fortalecer a musculatura que sustenta as mamas. Use sutiens que proporcionem boa sustentação. • Mantenha dietas ricas em fibras vegetais. Beba muito líquido para estimular seus intestinos que poderão ficar mais preguiçosos. • Lave os genitais com sabonete neutro após evacuar ou urinar. Utilize papel higiênico da frente para trás. Evite banhos de imersão. Há um aumento natural da secreção vaginal que não deve arder, nem coçar, possui cor clara e não tem mau cheiro. Caso surja alguma alteração, fale com seu médico. • Mantenha a coluna reta ao andar e sentar. Suas costas merecem especial atenção. Ao levantar, apóie-se, transferindo o peso do corpo para os braços e não para a coluna, nem para a barriga. Pratique exercícios adequados. • Procure descansar. Durma com os pés da cama ou com o colchão elevados mais ou menos 20 a 30 centímetros. Se suas pernas e pés incharem, consulte seu médico sobre o uso de meias elásticas. Pratique exercícios adequados para melhorar a circulação. • Atenção! Controle o aumento de peso, que não deverá ultrapassar 12 quilos no final da gestação. No início, o mais comum é perder peso ou ganhar muito pouco. Esse controle precisará ser bastante intensificado a partir do quinto ou sexto mês. Cuidado! O aumento exagerado de peso poderá desencadear diabetes, pressão alta, mais dores nas costas e pernas (ciáticas), cansaço, além de aumentar complicações no parto; isto sem falar na dificuldade de voltar a ter uma bela silhueta. Fonte: www.qualivida.intermedica.com.br