Banner

Quarta, 30 de Julho de 2014

Banner
Você está em Saúde Saúde do Homem Ejaculação precoce, o que fazer?

Ejaculação precoce, o que fazer?

Passados muitos anos, descobre-se novas alternativas eficientes para disfunção

 

 

Passados muitos anos, descobre-se novas alternativas eficientes para disfunção erétil mas ainda não se conseguiu descobrir um medicamento ou alternativa eficaz e de fácil manuseio para ejaculação precoce. Já na investigação após alguns minutos de conversa observamos que o caso é de origem psicogênica. O paciente é muito ansioso, nervoso, envolvido em muitas atividades simultaneamente, estressado, dificuldade de relacionamento com a parceira, dificuldade em manter um namoro prolongado,. A ejaculação precoce caracteriza-se por incidir principalmente na adolescência e 3ª idade. No adolescente influenciada pela inexperiência, grande ansiedade, sempre hiperexcitado; por outro lado o homem na 3ª idade a EP vem associado muitos vezes a disfunção erétil , determinando-nos primeiro definir qual o principal fator. A ejaculação precoce caracterizada pela incapacidade de manter ereção por tempo suficiente para satisfazer-se a si e a companheira. Pode ser primária ou secundaria.

 

Também pode ser por período longo ou temporária. O tratamento baseia-se em medicamentos anti-depressivos, ou psicoterapia, exercícios de controle e relaxamento, e situação que melhora a auto-estima. Poucas são as circunstancias orgânica que podem causar ejaculação precoce como "prostatite, infeção da glândula peri-uretrais, diabete mellitus, uretrite, vesiculites seminais, que após tratamento melhoram. Os resultados dos tratamentos depende muito da adesão do paciente, relacionamento com a parceira ( e sua cumplicidade ), optando-se pela psicoterapia ou comportamentoterapia. Já quando usamos medicamentos observamos que os resultados são animadores porém quando suspende-os, os sintomas retornam rapidamente. O tempo de duração de uma relação sexual depende do controle do homem e do nível de excitação da parceira, não existe um tempo definido para caracterizar o que é mais normal. Até poucos anos pouco se questionava, sobre a importância deste controle.

Porém com surgimento da liberação sexual das mulheres, múltiplos parceiros, questionamentos sobre o prazer sexual feminino que começaram a procura por mais prazer sexual, em busca de orgasmo. A partir disto, a atividade sexual masculino e seu desempenho, colocou muitas fraquezas masculina em evidência. SUGESTÕES PARA AMENIZAR O PROBLEMA ! 1º - evitar tirar a roupa no inicio do encontro; não partir imediatamente para penetração 2º - após ficar nú, evitar o contato imediato com a vagina; 3º - evitar ficar preocupado com a resposta da parceira; 4º - se estiver muito ansioso e inseguro, tente conversar com a parceira sobre a sua preocupação; 5º - não programe encontros com tempo limitado ou seja, com horário para iniciar e terminar, pois isto aumenta a ansiedade e não permite maior tempo para trocas de caricias; 6 - em caso de cansado ou estressado, problemas familiares, problemas profissionais, evite relacionamento sexual; Fonte: Centro de sexualidade