Banner

Quarta, 20 de Agosto de 2014

Banner
Você está em Saúde Saúde do Homem Prostatite(inflamação ou infecção da próstata)

Prostatite(inflamação ou infecção da próstata)

É uma inflamação ou infecção da próstata, órgão masculino localizado l

 

 

É uma inflamação ou infecção da próstata, órgão masculino localizado logo abaixo da bexiga. A próstata produz sêmen, fluido que auxilia na nutrição e no transporte dos espermatozóides. A prostatite pode causar uma variedade de sintomas, como necessidade urgente e freqüente de urinar, além de dor ou queimação durante a micção. É acompanhada de dor lombar, pélvica ou dos testículos. Há 4 tipos de prostatite: bacteriana aguda; bacteriana crônica; não bacteriana; assintomática. Nas prostatites bacterianas é necessário tratamento antibi ótico que varia de 4 a 12 semanas. A prostatite não bacteriana é mais difícil de tratar e requer diferentes tipos de intervenção. A prostatite assintomática não exige tratamento. A prostatite bacteriana aguda é acompanhada de febre, calafrios, sintomas parecidos com gripe, dor na próstata ou nos testículos, dor lombar, dor durante a ejaculação, dor ou queimação para urinar, urgência e freqüência miccional. Este tipo de prostatite requer tratamento imediato. A prostatite bacteriana crônica tem sinais e sintomas de início mais arrastado que a anterior, que podem melhor ou piorar durante o tempo. Os principais sintomas são: urgência; maior freqüência miccional; dor no períneo; maior micção durante à noite; dificuldade para urinar ou diminuição do fluxo urinário; dor nas costas ou na região genital; sangue no sêmen ou na urina; ejaculação dolorosa; infecções urinárias recorrentes. A prostatite não bacteriana tem sintomas semelhantes àcrônica e a única maneira de diferenciá-las é com exames laboratoriais para identificar a presença ou não de bactéria. Muitas vezes, o diagnóstico de prostatite pode ser difícil devido a outras condições como cistite, câncer de próstata e de bexiga e aumento prostático benigno. A causa da prostatite bacteriana é infecção por bactérias provenientes do intestino, porém pode ser decorrente de uma cistite ou uretrite. Por isso o sexo anal, sem camisinha, deve ser evitado.

 

As causas da prostatite não bacteriana não são bem definidas. Pode ser devido a bactérias que não aparecem em exames laboratoriais comuns, levantar peso com a bexiga cheia e conseqüente entrada de urina na próstata, exercícios como andar de bicicleta ou a cavalo, tensão muscular na região do períneo, principalmente em indivíduos mais ansiosos. O estreitamento da uretra pode levar a um aumento de pressão na próstata e com isso a inflamação dela. A prostatite não é contagiosa e não é transmissível sexualmente. A prostatite, ao contrário de outros problemas da próstata, pode ocorrer em indivíduos mais jovens, especialmente abaixo dos 40 anos. Para o diagnóstico de prostatite é fundamental o toque retal. O exame de urina e o de sê men verificam a presença de bactéria e qual o antibi ótico ela é sensível ou resistente. A prostatite eleva o PSA e também dificulta a movimentação dos espermatozóides. Quando não tratadas pode levar a sérias complicações como a infecção generalizada (no caso das prostatites agudas). As prostatites bacterianas são tratadas com antibi óticos, enquanto que a não bacteriana é tratada com relaxantes da próstata, antiinflamat órios, relaxantes musculares, fisioterapia perineal, banhos de assento e uso de finasterida (menos comum). Alguns hábitos podem prevenir a recorrê ncia como: ingerir 2L de água por dia; limitar o uso de álcool, café e pimentas; urinar a intervalos regulares; ter atividade sexual regular. Fonte: www.marcelothiel.med.br