Banner

Segunda, 22 de Dezembro de 2014

Banner
Você está em Saúde Saúde do Homem Hiperplasia Prostática Benigna

Hiperplasia Prostática Benigna

Hiperplasia Prostática Benigna: o que é e como pode atrapalhar a sua vida.

Se você é um homem de meia idade, há uma grande chance de você desenvolver essa condição conhecida como hiperplasia prostática benigna (HPB). Essa condição não cancerosa acomete 40% dos homens com 50 anos, 60% dos homens com 60 anos e mais de 80% dos homens com 80 anos. Cerca da metade desses homens desenvolve uma moderada a grave obstrução do trato urinário inferior (LUTS), que podem interferir no sono e nas atividades diárias normais, tendendo a piorar com a avançar da idade, e pode indicar obstrução e irritação do trato urinário.

Nem todas as LUTS são devidas à HPB e, nem todos os homens com HPB têm obstrução do trato urinário inferior (LUTS), mas, a grande maioria necessita de tratamento. Há, entretanto muitas opções de tratamentos para os homens com HPB. ENTENDENDO A HPB A glândula prostática é única nos homens. É responsável pela secreção da maior porção do líquido ejaculado. Situada abaixo da bexiga e circundando a uretra, a próstata continua a crescer durante a vida. Como o homem envelhece, a próstata pode ficar tão grande que comprime a bexiga ou a uretra, causando problemas para urinar e, muitas vezes, danificando a bexiga ou os rins ou contribuindo para o desenvolvimento de pedras na bexiga. No início do crescimento da próstata, o músculo da bexiga ainda consegue empurrar a urina pelo canal estreitado.

Conforme vai aumentado o estreitamento do canal, os músculos da bexiga começam e engrossar e isso pode causar ao homem, uma dificuldade em esvaziar a bexiga ou sentir uma grande urgência de urinar mesmo quando sua bexiga não esteja tão cheia. O homem com grave urgência pode levantar várias vezes durante a noite para urinar. Homens com obstrução do trato urinário e hiperplasia prostática benigna têm um grande risco de ter disfunção erétil (DE) , o que significa que eles encontrarão dificuldade em ter ou manter a ereção o tempo suficiente para uma relação sexual satisfatória. Quanto mais grave a obstrução urinária, pior será a DE. Evidências sugerem em estudos com animais que o aumento da próstata provoca uma alteração bioquímica na região pélvica que afeta a função do pênis.

QUANDO PROCURAR UM UROLOGISTA Se você tiver algum sintoma da obstrução do trato urinário inferior ou algum grau de alteração na ereção, você deve procurar um médico para diagnosticar HPB ou LUTS. COMO É DIAGNOSTICADA A HIPERPLASIA PROSTÁTICA BENIGNA? Seu médico irá iniciar com uma história médica com perguntas que incluem jato urinário, doenças associadas, se levanta à noite ou faz força para urinar, se faz uso de algum medicamento (muitos medicamentos podem levar a sintomas urinários). Importante saber sobre história familiar de doenças do coração, hipertensão ou diabetes, que são afecções que dificultam o tratamento da HPB. Deve pedir exames gerais e PSA (antígeno prostático específico) no sangue e exame de urina.

Depois deve fazer um toque retal, onde o dedo do médico consegue tocar a próstata para ver sua consistência, seus sulcos e tamanhos, além de muitos utilizarem Ultrassom trans-abdominal para acompanhar o crescimento da próstata. Se os sintomas não forem graves e o homem não tiver sinais de alterações do trato urinário, o médico pode sugerir um tempo de observação sem tratamento.

TRATAMENTOS DISPONÍVEIS PARA HPB 1- Clínico: com o uso de medicamentos no sentido de relaxar a musculatura da próstata para aliviar a obstrução causada pela próstata contraída sobre o canal da urina (uretra). 2- Procedimentos minimamente invasivos: atuam diretamente sobre a próstata, com altas temperaturas, ou laser com vaporização, ou inserção de tubo de metal na uretra para passar a urina. 3- Cirúrgico: ressecção trans-uretral da próstata com aparelho que entra pela uretra para aumentar o calibre da mesma retirando material prostático. Importante saber que após uma cirurgia de próstata, o homem não vai mais ejacular para fora. O conteúdo vai para a bexiga e sai pela urina.

Referência do texto: Sexual Health and Medicine – october 2006 Dra. Sylvia Faria Marzano – tradução e introdução de explicações INSTITUTO ISEXP: Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática Rua Conselheiro Lafayette nº 108 - Santa Paula - São Caetano do Sul - SP CEP: 09550-000 - Fone: (11) 4232-9121 - Fax:(11) 2629-5660