Banner

Quarta, 22 de Outubro de 2014

Banner
Você está em Saúde Terceira Idade Manchas senis

Manchas senis

A pele é o órgão responsável por regular a temperatura do corpo

 

 

A pele é o órgão responsável por regular a temperatura do corpo e protegê-lo. Com o passar dos anos ela torna-se frágil, sujeita às agressões do meio ambiente. O envelhecimento da cútis varia de acordo com a predisposição genética e os hábitos do indivíduo ao longo da vida. As manchas senis constituem-se numa doença pré-maligna da pele que ocorre por um processo degenerativo causado pelo sol que incide sobre a pele ao longo da vida. Geralmente localizam-se sobre o dorso das mãos, partes externas dos antebraços e rosto. As manchas senis são coleções de pigmentos que aparecem próximas à superfície da pele, nas áreas mais atingidas pelo sol.

 

São classificadas como melanose solar, cuja coloração é escura, e leucodermia solar, também chamada de sarda branca. Quando as manchas apresentam-se ásperas, são denominadas queratoses, podendo ser seborréicas - escuras provocadas por alteração celular – ou actínicas avermelhadas, originadas pelo sol. Geralmente elas são assintomáticas, não causam dor ou coceira. Independente de sua aparência, o paciente deve procurar um especialista para fazer o diagnóstico das manchas, tão logo elas sejam percebidas. Pessoas de pele clara, ou que trabalham expostas ao sol, ou que tenham o hábito de freqüentar bastante a praia ou a piscina, devem usar diariamente protetor solar como uma forma de prevenir o aparecimento das manchas senis e, consequentemente, o câncer de pele. TIPOS DE ENVELHECIMENTO DA PELE Existem dois tipos de envelhecimento da pele: o intrínseco ou cronoenvelhecimento, que é a degeneração natural do organismo, e o extrínseco ou fotoenvelhecimento, provocado principalmente pela exposição ao sol. O primeiro tem início a partir dos 25 anos. É caracterizado por perda de colágeno e elastina, proteínas que dão firmeza e elasticidade a pele; redução de tecido gordurosa e de retenção hídrica, fatores que causam o ressecamento; bem como a diminuição da estrutura óssea, normal com o avançar da idade, que ocasiona a formação de sulcos e contribui para a flacidez. Na lista dos agentes externos que atuam como aceleradores do envelhecimento da pele, o principal “culpado” é o sol. As partes do corpo que normalmente ficam expostas, como o rosto e mãos, são mais enrugadas e manchadas do que as protegidas pela roupa.

O processo varia conforme a raça e o sexo. Por terem menos melanina, pigmento que dá cor e proteção à pele, as pessoas mais claras apresentam os sinais do tempo com maior rapidez em relação aos negros e orientais. Em relação aos sexos, a mulher é mais propensa ao envelhecimento, principalmente no período da menopausa. O declínio da produção do hormônio estrógeno é um dos vilões que provoca a perda de colágeno e massa óssea. TRATAMENTO O peeling e o emprego de ácidos e laser podem reduzir e até mesmo eliminar as manchas senis. Após a conclusão do tratamento é essencial continuar se protegendo do sol, utilizando bloqueadores adequados, para que elas não voltem a aparecer, ou pelo menos, que sejam minimizadas. No mercado estão disponíveis diversos tipos de aparelhos a laser para tratar as manchas senis, como os aparelhos de Luz Intensa Pulsada, que atuam superficialmente na pele, sem a necessidade de qualquer tipo de anestesia. O tratamento é administrado em uma série de sessões, com duração aproximada de vinte minutos. Após a sessão de aplicação de Luz Intensa Pulsada, as manchas escurecem, como se tivessem sido queimadas. Ocorre a formação de uma crosta no local da aplicação, que se desprende da pele entre 7 a 10 dias, deixando uma superfície rosada, característica de uma pele recém-formada. PARA PREVENIR - Usar diariamente protetores e filtros solares, inclusive no inverno, dentro de casa e no escritório. Sob luz fria (que passa luz ultravioleta), o filtro solar é imprescindível. - No dia-a-dia, usar maquiagem com proteção solar. Fonte: Dr. Eduardo Sucupira